Azulejo, is the portuguese word for tile, a cultural heritage that holds echos and significations in this culture that goes beyond the material itself, used as decorative ornament from the most humble house, to the finest art in the palaces, churches and museums. This kind of artifact that dwels between the realms of paiting and sculpture, reflects and hides the own plurality and complexity of what is Portugal history and people.

This project, “Reazulejo” is an attempt to abstract the images of the iconics tiles from Lisbon’s subways stations, but this is just a primary layer of intention of this process, what I’m doing here is apropriate this unique cultural heritage of the portuguese as raw material (being a brazilian artist, a political statment) and through different digital processes and manipulations generate intentions, narratives and meanings that emerge through the dimensions and references that I end up identifying in the hidden bodies of those objects, the actions that they generate in the crowd that pass by them. A still embryonic study that, besides the artistic production of my works that “usurp” the images of the originals with the intention of awakening them to contemporary visual and mental discussions, is opened and in search of dialogue with other knowledges, thinkers, artists, researchers, and mainly “passers-by” in order to be realized.

This project started in June 2021 and is currently under creation. For more information please contact us.



O Azulejo é uma herança cultural portuguesa que identifico carregar ecos e significados culturais em sua matéria em diversas camadas semióticas, algumas tão profundas e miscigenadas que a história da arte parece ainda desconhecer. Usados como ornamentos decorativos das casas mais humildes aos palácios, igrejas e presente como peças de alta arte dos museus de Portugal o azulejo é sem dúvida parte da genética do povo português.

O projeto “Reazulejo” é uma tentativa de abstrair imagens dos icônicos azulejos do metro da cidade de Lisboa usando-as como matéria prima (sendo eu artista brasileiro um statement estético e também político, assumo) e através de diferentes processos digitais e manipulações gerar intenções, narrativas e significados que emergem através das dimensões e referências que acabo por identificar nas “faces ocultas” destes objetos, nas ações que observo que estes causam ao público que passa por estas icônicas obras. Um estudo ainda muito inicial que além da produção artística das minhas obras que “usurpam” as imagens das originais com o intuito de despertá-las para discussões visuais e mentais contemporâneas, está aberto e em procura de diálogo com outros saberes, pensadores , artistas, investigadores e principalmente “passantes” para se realizar.

Este projeto teve início em Junho de 2021 e está atualmente em desenvolvimento. Para mais informações ou colaborações por favor entre em contato.

Restauradores – Reazulejo Series: Lisboa, 2021
Restauradores II – Reazulejo Series: Lisboa, 2021.
São Sebastião – Reazulejo Series: Lisboa, 2021
São Sebastião II – Reazulejo Series: Lisboa, 2021
Alameda – Reazulejo Series: Lisboa, 2021
Cais do Sodré – Reazulejo Series: Lisboa, 2021
Martim Moniz – Reazulejo Series – Lisboa 2021
Intendente – Reazulejo Series – Lisboa 2021